feat0

Resenha: 50 Tons de Cinza

Quem não gosta de romance? Acredito que este seja um dos gêneros mais lidos, talvez mais pelo sexo feminino... mas, pra falar a verdade, acho — só acho —, que a maioria dos leitores que curtem romance, não gostaram de 50 Tons de Cinza, por ser uma obra muito fraca!

Leia Mais
feat2

Resenha: O ladrao de Raios

The Lightning Thief (O Ladrão de Raios) é o tipo de livro que já começa tirando uma onda pra chamar a atenção do leitor. Tem um ritmo impecável do começo ao fim; você pisca os olhos e já está no final. Que bruxaria é essa, Riordan?

Leia Mais
feat3

Resenha do livro "Um Dia"

Um Dia é um belo romance, não tão açucarado. Nele encontramos o amor (ah, o amor), que surge despercebido entre Emma e Dexter, e que amadurece junto a eles, ás vezes parecendo ter sumido com o passar dos anos, mas sempre estando lá, fincado nos corações dos dois. "O amor nunca morre"!

Leia Mais
feat4

Review do filme "MAMA"

Quando o pai de Victoria e Lilly mata a mãe das garotas, as crianças fogem assustadas para uma floresta. Durante cinco anos, ninguém tem notícia do paradeiro delas, até o dia em que elas reaparecerem, sem explicação de como sobreviveram sozinhas.

Leia Mais
feat5

Top 7 criaturas sobrenaturais

Uma enquete com a pergunta "qual você prefere?" em relação às criaturas "zumbis, sereias, vampiros, bruxos, fantasmas, anjos, e lobisomens", ficou aberta para votação no blog. Agora, de acordo com o resultado, analisem um Top 7 criaturas sobrenaturais, normalmente encontradas nos livros YAs.

Leia Mais

Resenha; Diário Absolutamente Verdadeiro de Um Índio de Meio Expediente


Diário absolutamente verdadeiro de um índio de meio expediente

Gostou do livro Diários de um Banana? Se sim, provavelmente também gostará desse livro do Sherman Alexie. Os dois têm estilos semelhantes de escrita, além das ilustrações com seus toques de humor, que auxiliam na enfatização.  Diário Absolutamente Verdadeiro de Um Índio de Meio Expediente (Título bem grande, não?) é totalmente desenvolvido em forma de diário.

QUOTE
Quando eu tinha de 8, 9 e 10 anos, dormia no armário do meu  quarto com a porta fechada. Só parei de fazer isso porque minha irmã mais velha, Mary, disse que eu queria mesmo era voltar para a barrigada da minha mãe. (Pag. 42)



A diferença chave entre os dois livros citados anteriormente é que, o livro em questão, tem um personagem principal no ensino médio e não no fundamental — além dele ser um índio. Mas não um índio que pinta o rosto e usa peças de penas para se vestir, um índio moderno.

Para termos uma noção do quanto essa obra foi bem escrita, ela é vencedora do National Book Ward. No entanto, a obra tem suas falhas; podemos encontrar contradições entre fatos contados no final, mas, devo dizer, nada monstruoso.


QUOTE
Minha escola e minha tribo são tão pobres que temos que estudar nos mesmos livros em que nossos pais. Essa é absolutamente a coisa mais deplorável do mundo.  (Pag. 48)


Em si, da primeira a última página, o que você encontrará é a vida de um garoto pobre, que resolveu passar pelos mais altos obstáculos com o objetivo de ter uma vida melhor. 

Sem mais palavras para esse ótimo infanto-juvenil! Temos que agradecer a Sherman Alexie  por o ter escrito.

Indicado para quem quer uma leitura leve, agradável.


Currently have 1 comentários:

  1. Eu adoro livros narrados em 1ª pessoa.

    Ficou muito a resenha! bjooooos
    http://livroseuquerolersempre.blogspot.com.br




Deixe um comentário

Comentários ofensivos são deletados. Caso você não possua um site/blog e queira comentar, use o campo "Nome/URL" e coloque seu nome no campo correspondente, deixando o campo de URL em branco. Ou, se preferir, comente como Anônimo.