feat0

Resenha: 50 Tons de Cinza

Quem não gosta de romance? Acredito que este seja um dos gêneros mais lidos, talvez mais pelo sexo feminino... mas, pra falar a verdade, acho — só acho —, que a maioria dos leitores que curtem romance, não gostaram de 50 Tons de Cinza, por ser uma obra muito fraca!

Leia Mais
feat2

Resenha: O ladrao de Raios

The Lightning Thief (O Ladrão de Raios) é o tipo de livro que já começa tirando uma onda pra chamar a atenção do leitor. Tem um ritmo impecável do começo ao fim; você pisca os olhos e já está no final. Que bruxaria é essa, Riordan?

Leia Mais
feat3

Resenha do livro "Um Dia"

Um Dia é um belo romance, não tão açucarado. Nele encontramos o amor (ah, o amor), que surge despercebido entre Emma e Dexter, e que amadurece junto a eles, ás vezes parecendo ter sumido com o passar dos anos, mas sempre estando lá, fincado nos corações dos dois. "O amor nunca morre"!

Leia Mais
feat4

Review do filme "MAMA"

Quando o pai de Victoria e Lilly mata a mãe das garotas, as crianças fogem assustadas para uma floresta. Durante cinco anos, ninguém tem notícia do paradeiro delas, até o dia em que elas reaparecerem, sem explicação de como sobreviveram sozinhas.

Leia Mais
feat5

Top 7 criaturas sobrenaturais

Uma enquete com a pergunta "qual você prefere?" em relação às criaturas "zumbis, sereias, vampiros, bruxos, fantasmas, anjos, e lobisomens", ficou aberta para votação no blog. Agora, de acordo com o resultado, analisem um Top 7 criaturas sobrenaturais, normalmente encontradas nos livros YAs.

Leia Mais

Resenha; AEcM12



AEcM12 
                             Clique aqui para ler a sinopse.

Pronto, finalmente a resenha daquele livro que vocês ouviram falar bastante aqui no blog. Eu recebi um exemplar autográfado do autor e gostei bastante. Obrigado Flavio! *-*
Então vamos a resenha:

Acima de tudo, AEcM12 me proporcionou uma boa leitura, gostei bastante do tema abordado, aliás, depois de muito tempo, reassisti ao filme "O Homem Bicentenário" na quarta-feira passada (na seção da tarde, algo que não costumo assistir) e ele me fez lembrar o livro em questão; o amor entre um ser humano e uma máquina, apesar das suas histórias serem completamente diferentes!



O livro de Flavio P. Oliveira é narrado em terceira pessoa e gira em torno do personagem Arivaldo Anestézijo, que, inconformado ao não possuir a mulher da sua vida, manda fazer uma cópia desta em um robô extremamente similar ao ser humano em todos os aspectos físicos.


Não é de hoje que falo que a narrativa do Flavio P. Olivera é fabulosa, como ele mesmo disse em seu site; AEcM12 está cheio de frases "inteligentes", onde cada palavra é devidamente colocada no lugar certo, inadmitindo borrões (se comparando a um pintor, que de fato é). Carregada de metáforas, o Flavio deixa sua narrativa fluente, sem perder o fio da meada em momento algum. É realmente incrível como tudo passa tão rápido, o livro é tão pequenino e ao mesmo tempo tão grande.

No entanto, particularmente, eu esperava algo maior de certa parte do livro. Já que a história se passa no futuro, imaginei que o autor brincaria mais com os cenários, mostraria aos leitores coisas surpreendentemente diferentes, que chegassem a chocar quando necessário... afinal, é o futuro — um outro mundo. E mesmo que o futuro de AEcM12 não fosse algo tão avançado a ponto de ter carros voadores (algo que até já acho clichê, mas em fim) que mostrasse as coisas mais fantásticas que possuísse além do produto centro da história, o modelo de ginoide/robô mais avançada.
Autor do Livro


Porém, o autor mostrou o essencial para que o livro ficasse coerênte.

Os personagens foram bem desenvolvidos — aliás, boa parte deles são robôs —, você sente cada um como se fossem reais... Eusébio, o grilo filósofo; as barbiretas, Lua e Mel; Os três homens-buldogues; As bailarinas azuladas, Linda e Bela; Lúcia e sua sósia ginoide encomendada por Arivaldo... são realmente personagens cativantes, tendo cada um sua devida personalidade — embora algumas sejam iguais, como é o caso das barbiretas.

O humor e o drama foram implantados nos momentos certos, sendo que o livro teve um final bem dramático (adorei) e, ainda bem, nada clichê.

Nada de erros ortográficos ou de edição, também nesse quesito a obra esta de parabéns; se houveram erros, passaram despercebidos aos meus olhos.

Mas e o título do livro, o que significa? Simples: você só vai descobrir lendo (risos)! 


Compre o livro AQUI.



 

Currently have 8 comentários:

  1. Obrigado, Carlos, pelos elogios... :D
    Primeira resenha do meu livro e fiquei feliz de ser você o primeiro a publicar.

    Abs

  2. Já li o livro e concordo com você. A hitória é compacta porém rica. Quanto ao final, já conversei com o Flávio pessoalmente e dei meu "feedback", em resposta ele me disse que sou muito malvada... hehehe. Curiosos?! Só lendo o livro!

    Aguardando o próximo romance!

  3. Eu quero saber o que significa o título hhahahha'
    Gostei da resenha, me deixou mais curiosa ^^


  4. Que bom que gostaram da resenha.
    Pra saber o título só lendo, Marina! kk
    E, Kátia, depois me diz qual foi seu feedback ao final do livro kkk...

  5. Bom, já vou começar dizendo que estou com uma invejaa, daquelas boas! haha Quero muito ler esse livro,
    Parabéns pela resenha!

    O flávio é um grande autor sem dúvida!

    bjooos

  6. Olá, Irina!

    Obrigado pela visita! O livro é bom mesmo, então você tem motivos para ter inveja, hahá!

    bjão!

  7. Parabéns pela resenha,confesso que comecei a ler pensando que iria descobrir o porque do título do livro,mas você me decepcionou na última frase da resenha HAHAAHa!

    llivroseletras.blogspot.com.br

  8. Paula, eu meio que pedi (proibi) que não explicassem o título..... kkkkkkkk.
    A Irinia tah pedindo o livro de natal pra todo mundo... rs


Deixe um comentário

Comentários ofensivos são deletados. Caso você não possua um site/blog e queira comentar, use o campo "Nome/URL" e coloque seu nome no campo correspondente, deixando o campo de URL em branco. Ou, se preferir, comente como Anônimo.