feat0

Resenha: 50 Tons de Cinza

Quem não gosta de romance? Acredito que este seja um dos gêneros mais lidos, talvez mais pelo sexo feminino... mas, pra falar a verdade, acho — só acho —, que a maioria dos leitores que curtem romance, não gostaram de 50 Tons de Cinza, por ser uma obra muito fraca!

Leia Mais
feat2

Resenha: O ladrao de Raios

The Lightning Thief (O Ladrão de Raios) é o tipo de livro que já começa tirando uma onda pra chamar a atenção do leitor. Tem um ritmo impecável do começo ao fim; você pisca os olhos e já está no final. Que bruxaria é essa, Riordan?

Leia Mais
feat3

Resenha do livro "Um Dia"

Um Dia é um belo romance, não tão açucarado. Nele encontramos o amor (ah, o amor), que surge despercebido entre Emma e Dexter, e que amadurece junto a eles, ás vezes parecendo ter sumido com o passar dos anos, mas sempre estando lá, fincado nos corações dos dois. "O amor nunca morre"!

Leia Mais
feat4

Review do filme "MAMA"

Quando o pai de Victoria e Lilly mata a mãe das garotas, as crianças fogem assustadas para uma floresta. Durante cinco anos, ninguém tem notícia do paradeiro delas, até o dia em que elas reaparecerem, sem explicação de como sobreviveram sozinhas.

Leia Mais
feat5

Top 7 criaturas sobrenaturais

Uma enquete com a pergunta "qual você prefere?" em relação às criaturas "zumbis, sereias, vampiros, bruxos, fantasmas, anjos, e lobisomens", ficou aberta para votação no blog. Agora, de acordo com o resultado, analisem um Top 7 criaturas sobrenaturais, normalmente encontradas nos livros YAs.

Leia Mais

Entrevista com Caio G. Lopes, autor de Segredos de Morte.



                   Caio G. Lopes e Manoela Jakymiu
Resolvi entrevistar o escritor Caio G. Lopes, e o resultado foi muito legal. Caio é autor de Segredos de Morte, romance lançado de forma independente. Falamos sobre o mercado editorial, e ele disse que apesar das dificuldades que possam surgir para novos autores, não se deve desistir. Afinal, existe espaço para todos! Quando perguntei sobre os fenômenos Twilight e Harry Potter, ele respondeu "Harry Potter. Não por motivos de qualidade entre uma autora e outra [...], por motivos mais pessoais, de gosto mesmo", e ainda também opinou sobre a rivalidade entre os fãs destas sagas "Deviam partilhar os livros e discutir de maneira construtiva e divertida os pós e contras de cada um".
Na entrevista, o autor de Segredos de Morte, nos conta como o livro surgiu e fala sobre obras futuras; atualmente, escreve um livro em parceria com sua namorada, Manoela Jakymiu, a mesma que criou os poemas para seu livro de estreia. Mesmo com a rotina apertada, sempre sobra um pouco de tempo para escrever, então, podemos aguardar um próximo lançamento!


Abaixo, leia a entrevista e conheça melhor Caio G. Lopes:

Rodrigo.: Conte-nos: como surgiu Caio G. Lopes, escritor? Com que propósito veio?
Caio: Bem, eu sempre gostei de ler, então já era algo que me atraía e tal. Eu sempre gostei de criar coisas, para mim esse é um dos pilares para a felicidade. Não existe algo mais satisfatório que criar um mundo, uma pessoa, todo um universo diferente, e é por isso que me voltei para esse área. Desenhos, jogos de RPG  narrativo, eletrônico e textos fizeram parte dos meus 10 anos até agora. Aos 15 tentei escrever meu primeiro livro - em uma máquina de escrever - mas não deu muito certo. Após isso tentei mais duas vezes,mas também parei logo após o começo, por fim, certo dia eu, conversando com minha namorada, resolvi escrever uma sequência de textos para o tumblr, uma espécie de história onde um capítulo seria publicado por semana. Bastaram três capítulos para que algumas pessoas começassem a pedir para que eu continuasse a história e escrevesse um livro. Motivado e inspirado, passei a escrever Segredos de Morte, cujo fim só pôde ser alcançado devido aos incentivos de minha namorada, família e alguns colegas.

VEJA TAMBÉM: CONHEÇA CAIO G. LOPES.

Rodrigo.: Sua “rotina” é muito corrida? Com que frequência para e escreve? Põe de tudo no papel, ou apenas um gênero?
Caio.: Demais! Até mês passado eu estava trabalhando no período da manhã, fazendo curso pré-vestibular a tarde e estudando a noite. Agora, tendo vencido o contrato, comecei a fazer curso de manhã, academia e natação a tarde, e estudar a noite. Terceiro ano já é corrido pra todo mundo, agora para alguns mais piradinhos como eu que tem como objetivo tentar o CFO (curso de formação de oficiais), o preparo é muito mais puxado. Além dos estudos costumeiros para o vestibular, é preciso ainda treinar fisicamente, certificando-se de estar apto a atingir melhores resultados nos testes físicos que meus concorrentes. Além disso, é preciso controlar o tempo e fazer uma média entre namoro, família e minha banda (que existe a menos de um mês) nos finais de semana, sendo que ao sábados de manhã curso inglês.

Rodrigo: Segredos de Morte é sua primeira publicação. O que você mais gosta de nele? Qual é a essência?
Caio.: A quebra aparente de dogmas e paradigmas sociais, como o relacionamento homossexual, que apesar de já estar sendo algo corriqueiro e melhor aceito pela sociedade, ainda é algo que causa certos confrontos de valores,o incesto e também a possibilidade de uma coisa ou outra ser real, como a existência de demônios ou o amor platônico. A ideia sem dúvida era trazer algo diferente, não fugindo muito da realidade, mas apresentando essas questões ainda hoje sem respostas que são ainda o foco de muitos choques de valores e ideais.

VEJA TAMBÉM: RESENHA DO LIVRO SEGREDOS DE MORTE.

Rodrigo: Você escreve para o publico jovem, então: Harry Potter ou Crepúsculo? Qual sua opinião em relação a rivalidade entre os fãs eternos destas sagas?
Caio.: Harry Potter. Não por motivos de qualidade entre uma autora e outra - afinal, ambas são ótimas - mas sim, por motivos mais pessoais, de gosto mesmo. Eu tenho uma paixão meio antiga já por histórias mais misteriosas, obscuras e épicas. Enfim, acredito que os dois livros são ótimas opções de leitura, mas para aquelas pessoas que compreendem o mundo de hoje e vivem diariamente a dura rotina mundana e sua causalidade racional e previsível, indico Harry Potter, sem dúvida alguma, pois é uma história completamente envolvente e um mundo totalmente mais dinâmico e atrativo do que este nosso aqui. Um novo mundo, é isso o que buscam as pessoas hoje em dia, um escape da constância que têm se tornado a vida durante os últimos anos, e Harry Potter oferece isso de maneira muito atraente e gostosa, do meu ponto de vista.
A verdade é que eu não tenho uma posição certa sobre essa rivalidade. Acredito que os leitores de ambos os livros não deveriam manter-se tão "xenofóbicos" um com o outro. Deviam partilhar os livros e discutir de maneira construtiva e divertida os pós e contras de cada um. Um bom leitor vai apresentar um caráter crítico mais adulto, não vai criar tal "aversão".

Rodrigo.: Conte sobre projetos futuros. Pretende continuar Segredos de Morte?
Caio.: Então né... Eu até pensei nesta possibilidade pois muitas pessoas já pediram para que o fizesse, mas além disso, há ainda o livro que eu havia começado a escrever em conjunto com a minha namorada, Manoela Jakymiu, ainda enquanto escrevia Segredos de Morte. Devido a atual e corriqueira falta de tempo, tive que fazer uma pausa na construção de nosso livro, que a princípio chama-se Sozinhos, e também tive de anular a possibilidade de uma continuação para Segredos de Morte, até outubro. Mas entre essa infinidade de afazeres, sempre que surge um tempo livre e produzo algo. Nesse mês já conseguimos escrever mais um pouco de Sozinhos, e o segundo livro de Segredos de Morte, caso seja escrito, já tem o projeto inteiro formulado.

Rodrigo.: Já parou pra pensar como você estará daqui a 20 anos no meio literário?
Caio.: Na verdade não. E pensando agora, realmente não faço ideia. Espero que bem falado e que até lá eu possa crescer muito como escritor.

Rodrigo.: Faça um comentário sobre seu livro favorito e conte o que o torna tão especial.
Caio.: Simplesmente indescritível! As Crônicas de Nárnia, o mais fascinante livro que já li nesses 17 anos. A história (todos os sete livros) é linda, envolvente, cheia de magia, de emoção, super bem escrita, planejada e com uma mensagem belíssima por trás de cada livro. Uma sequência extremamente maravilhosa, e sem dúvida, boa o suficiente para agradar a todos os gostos. Devo confessar que depois que li o livro quase chorei e, estranhamente, passei a desejar ir para lá depois de falecer. Bem, acho que a melhor descrição para esse conjunto seria: "O Paraíso expresso em palavras."

Rodrigo.: E o mercado editorial? Acredita que seja tão complicado a ponto de valer como desculpa para um escritor desistir do seu sonho de publicação?
Caio.: Nem por um segundo. Apesar do meu caráter extremamente racional e inquisitivo, eu acredito que as pessoas não devem nunca desistir de seus objetivos, menos ainda de seus sonhos. Nada que se possa pensar é impossível, e sonhar é a única maneira de não sucumbir a depressão, a arrogância e a solidão. Os sonhos são o mecanismo pelo qual a sociedade continua, avança e se desenvolve. As pessoas não devem se deixar abalar por mais difícil que seja o desafio, têm de entender que nunca disseram que seria fácil, mas que sem dúvida no fim, valeria a pena, e mais ainda, que se fosse fácil, não teria graça nenhuma. "Sem dor sem valor"  já diziam os antigos. Persevere, se te faz bem, se você quer tal coisa, lute por ela, vá até o inferno, mas faça acontecer. Cada dificuldade vencida será um sorriso conquistado e no fim de tudo, você vai olhar pra trás e ver, que se não fossem aquelas coisas, as dificuldades, os obstáculos e desafios, se não fossem por eles, você nunca seria tão feliz quanto é, porque de nada teria valido suas conquistas se elas não fossem realmente suas, se não fossem sofridas.

Rodrigo.: Estou curioso; caso Segredos de Morte fosse se tornar filme, quais atores (nacionais ou não) você escolheria para os protagonistas?
Caio.: Klebber Toledo representando o Willian; Bianca Bin ou Zooey Deschanel para a Rose; Norman Reedus para o Luc; Lima Duarte para o Victor; Glória Menezes para a Helena e Tarciso Meira para o Gregory. A atriz que interpretaria a Simone seria a Milla Jovovich.

Rodrigo.: Seu filme favorito é inspirado em um livro? E séries de TV, quais suas favoritas?
Caio.: Sim, Senhor dos Anéis. Adoro Grimm, Supernatural, The Walking Dead, American Horror Story e Game of Thrones.

Currently have 1 comentários:

  1. Gostei. Queria comprar o livro, mas falta o dinheiro, kkk mas quem sabe um dia desses surge a oportunidade?!


Deixe um comentário

Comentários ofensivos são deletados. Caso você não possua um site/blog e queira comentar, use o campo "Nome/URL" e coloque seu nome no campo correspondente, deixando o campo de URL em branco. Ou, se preferir, comente como Anônimo.