feat0

Resenha: 50 Tons de Cinza

Quem não gosta de romance? Acredito que este seja um dos gêneros mais lidos, talvez mais pelo sexo feminino... mas, pra falar a verdade, acho — só acho —, que a maioria dos leitores que curtem romance, não gostaram de 50 Tons de Cinza, por ser uma obra muito fraca!

Leia Mais
feat2

Resenha: O ladrao de Raios

The Lightning Thief (O Ladrão de Raios) é o tipo de livro que já começa tirando uma onda pra chamar a atenção do leitor. Tem um ritmo impecável do começo ao fim; você pisca os olhos e já está no final. Que bruxaria é essa, Riordan?

Leia Mais
feat3

Resenha do livro "Um Dia"

Um Dia é um belo romance, não tão açucarado. Nele encontramos o amor (ah, o amor), que surge despercebido entre Emma e Dexter, e que amadurece junto a eles, ás vezes parecendo ter sumido com o passar dos anos, mas sempre estando lá, fincado nos corações dos dois. "O amor nunca morre"!

Leia Mais
feat4

Review do filme "MAMA"

Quando o pai de Victoria e Lilly mata a mãe das garotas, as crianças fogem assustadas para uma floresta. Durante cinco anos, ninguém tem notícia do paradeiro delas, até o dia em que elas reaparecerem, sem explicação de como sobreviveram sozinhas.

Leia Mais
feat5

Top 7 criaturas sobrenaturais

Uma enquete com a pergunta "qual você prefere?" em relação às criaturas "zumbis, sereias, vampiros, bruxos, fantasmas, anjos, e lobisomens", ficou aberta para votação no blog. Agora, de acordo com o resultado, analisem um Top 7 criaturas sobrenaturais, normalmente encontradas nos livros YAs.

Leia Mais

Entrevista com Autor Parceiro Flavio de Oliveira.



Olá, leitores e leitoras do Isso é Interessante.
Trago para vocês a primeira Parceria com autor do blog, que foi realizada com Flavio de Oliveira. Saiba mais um pouco sobre ele abaixo:

    Flavio de Oliveira
Flavio Pereira de Oliveira, nasceu em Nilópolis, Rio de Janeiro, em oito de dezembro. Apesar de formação em engenharia civil, trabalhou diretamente com arquitetura por muitos anos. É ainda artista plástico, dedicado a pintura, com estilo próprio que mescla cubismo com pop arte e algo mais. Os primeiros livros foram escritos na adolescência, todavia começou a levar mais a sério a carreira com os romances ainda não publicados, mas registrados, na década passada. Tornou-se editor registrado na agência do ISBN ano passado e passou a publicar os contos em formato digital...
Adicione o livro de Flavio Pereira de Oliver (Três Amores Instantâneos) no Skoob.
Curta no Facebook.
Visite o blog.



E para conhecerem ainda melhor o Flavio, preparamos uma entrevista para vocês. Mas antes, quero avisar que poderão ver o livro lá no finalzinho desse post.
Então vamos a Entrevista:


Qual foi o livro, que ao terminar de ler, você disse pra se mesmo: “Esse é o melhor que já li”? 

R.: Aconteceu algumas vezes. Com ‘Admirável Mundo Novo’, ‘As Vinhas da Ira’, ‘Dom Quixote’, ‘David Copperfield’, ‘A Revolução dos Bichos’, etc. Porém aquele que eu considero meu livro predileto é: 'Grandes Esperanças’, outro do mestre Dickens. 
E o escritor, qual o seu favorito?

R.: Charles Dickens, talvez o maior romancista em língua inglesa, é meu escritor predileto; mas adoro Mario Vargas Llosa, Aldous Huxley, George Orwell, Carlos Heitor Cony e tantos outros.

Sabemos que o livro (Três Amores Instantâneos) é uma publicação independente. Quando foi que você tomou essa iniciativa? Para quantas editoras chegou a enviar o seu original?

R.: Decidi por escrever este livro no primeiro semestre do ano passado, e não cheguei a enviá-lo para nenhuma editora. Enviei os meus dois primeiros romances para algumas poucas, sem nenhuma resposta positiva, então decidi me publicar pessoalmente. Tirei o registro de editor na agência do ISBN, publiquei os contos em formato digital e agora estou lançando o livro impresso.

Como decidiu que queria se tornar um escritor? Sua paixão por criar histórias vem desde pequeno?

R.: Comecei a escrever desde a adolescência e resolvi levar a sério quando cheguei à idade adulta. Sou escritor desde criança, gosto de contar histórias, inventar personagens, situações, etc.
Como surgiu Três Amores Instantâneos?

R.: Basicamente, a partir da união de duas ideias. A primeira: escrever histórias pequenas para meus amigos que não gostam tanto de ler pudessem conhecer meu trabalho. A segunda: voltar aos textos mais picantes, porque alguns amigos sempre elogiaram meu modo de descrever cenas sensuais.

Você costuma ouvir músicas para escrever? Se sim, Quais?

R.: Não quando escrevo. Ouço música quando estou pintando, sempre, e curto rock de um modo geral, especialmente o rock progressivo. Certas vezes também ouço música clássica. Porém é raríssimo eu ouvir música quando estou escrevendo meus livros. A música que quero ouvir vem das minhas frases; eu escrevo como se estivesse dançando. (pausa porque agora estou rindo). Enquanto respondo a entrevista, estou ouvindo 'Atom Heart Mother’ do Pink Floyd.

Que tipo de livros você planeja escrever futuramente, já tem algum em mente?

R.: Tenho vários romances sendo escritos em paralelo. O próximo a ficar pronto (mês que vem para que eu possa publicá-lo em outubro) se passa no futuro. Tenho outro romance maior, também ambientado no futuro, já com muitas páginas escritas. Ainda mais três iniciados que não contarei onde são ambientados para não estragar a surpresa... (mais risadas.. rs).

Para que publico você escreve, se não para todos?

R.: Adultos, meus livros não são para crianças, mas os jovens poderão gostar também.

Lembra qual foi o primeiro livro que leu? Ele te proporcionou uma boa leitura?

R.: Não me recordo o primeiro livro que li. Quando criança eu li muitos da coleção vaga-lume, como 'A Ilha Perdida’ e 'O Caso da Borboleta Atíria’.

Fale para as pessoas que não leram Três Amores Instantâneos, o que elas podem esperar dele.

R.: Gostaria que o leitor entendesse que é um livro de contos, com três histórias curtas sobre três casais que se conhecem de modo inusitado. Não são histórias elaboradas, nem os personagens; descrevem poucas horas da vida de seis pessoas. É mais uma apresentação do escritor que um livro para ficar marcado. O leitor poderá conhecer um pouco do meu estilo de texto (isso é o mais importante), como eu gosto de contar uma história, meu lado poético, subjetivo, etc. E, sobretudo, são contos picantes, para alguns até mesmo eróticos.

Deixe um recado para os leitores do blog.

R.: Gostaria de deixar uma mensagem para todos os leitores. Ler é importante, mas escrever é fundamental. Se você gosta tanto de ler, procure escrever também; contribua com um verso, um conto, um texto qualquer. Além disso, um lema pessoal entrego a todos: viva o presente! E deixe o depois para depois.


E aí gostaram? Estão curiosos pelo livro? Então fiquem ligados, pois logo, logo teremos resenha de Três Amores Instantâneos aqui no blog.


http://skoob.s3.amazonaws.com/livros/242587/TRES_AMORES_INSTANTANEOS_1338401605P.jpg Edição: 1
Editora: s.n.
ISBN: 9788591228867
Ano: 2012
Páginas: 70
 

                                           SINOPSE

Três amores incomuns, instantâneos, três encontros casuais, três novos casais. O livro contem três contos românticos e picantes, em cada, um novo casal nasce de uma avassaladora paixão. Ape­sar do conteúdo picante, as cenas são descritas com me­táforas e subjetividade. Trecho do livro: "‎Um manche, uma turbina, um amor inverso nascente, brotando do quase apocalipse, revoluções, evoluções, dança das carnes em fogo, carinhos e desejos, espera e comunicados perdidos, sem respostas aos questionamentos dos profissionais da torre, o mundo finalmente aos pés, sem a gravidade e sem o pavor, tudo restrito a uma insistente voz fanha percorrendo a cabine e clamando por explicações para o pouso, mais o casal, a jovem repleta de sardas rebolando, o cavaleiro suspirando, crescente e palpitante energia, mais forte e mais rápido e mais vívido, mais próximos, e, por último, a explosão derradeira de felicidade dupla."



Carlos Rodrigo
Carlos Rodrigo Rodrigo ainda está no colégio, tem 14 anos, se vê no futuro como um jornalista e escritor — já concluiu um livro, mas ainda não chegou a enviá-lo para uma editora. Livros são seus grandes companheiros, mas adora filmes e séries de TV também.

Currently have 6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

  2. Oi Rodrigo,
    Adorei a postagem. Conheço o Flávio pessoalmente e claro, desejo muito seu sucesso.
    Li Três amores instantâneos antes da publicação do livro.
    Sou uma grande incentivadora e sei que as vezes, até o perturbo um pouco com minhas opiniões. Mas sei que ele me perdoa. Risos.
    Parabéns pelo blog e passarei a seguir.
    1 Abraço

  3. Parabéns pela parceria!

    Que venham muitas outras.

    Bjos!!

    Cida

    http://www.moonlightbooks.net

  4. Muito boa a entrevista.E o livro parece se muito bom.

  5. que bom que gostou. *-*


Deixe um comentário

Comentários ofensivos são deletados. Caso você não possua um site/blog e queira comentar, use o campo "Nome/URL" e coloque seu nome no campo correspondente, deixando o campo de URL em branco. Ou, se preferir, comente como Anônimo.